Paróquia de Espírito Santo do Dourado celebra jubileu

No último dia 5 de março a Paróquia do Divino Espírito Santo, em Espírito Santo do Dourado, celebrou o seu Jubileu de Prata com a Solene celebração Eucarística presidida pelo Arcebispo Metropolitano,  Dom José Luiz Majella Delgado – C.Ss.R. Também estiveram presentes os padres: Pe. Paulo Giovanni (pároco), Pe. Edson Aparecido (Paróquia São João Batista – Pouso Alegre) e Pe. Samuel Henrique (São João da Mata), além de seminaristas e grande número de fieis.

Durante a celebração ocorreu o Rito de Dedicação da Igreja Matriz, coroando o Ano Jubilar Paroquial aberto pelo Arcebispo no ano passado. Ao longo desse ano Jubilar a comunidade paroquial refletiu sobre a sua missão à luz do lema: “Na força do Espírito Santo, há 25 anos, formando a Igreja Viva e Missionária”.

 

 

Paróquia de Ouro Fino celebra 268 anos de criação

DSC_0821editadoA Paróquia São Francisco de Paula viveu uma noite de júbilo no último dia 08 de março, quando celebrou-se 268 anos de criação paroquial. Uma missa marcou a data, a qual foi presidida pelo pároco, Cônego Mauro Morais.

A paróquia foi criada em 8 de março de 1749 por provisão do Governador do Bispado de São Paulo, cargo então exercido pelo Cônego Lourenço Leite Penteado. Ao longo de sua história, a Paróquia pertenceu à jurisdição de Mariana e São Paulo até a criação da Diocese de Pouso Alegre em 1900.

Da primitiva Paróquia de Ouro Fino, desmembraram-se muitas capelas e atuais paróquias, tais como: Camanducaia, Caldas, Bueno Brandão, Jacutinga, Monte Sião, Borda da Mata, Bom Repouso, Crisólia, Inconfidentes e Santo Antônio na mesma cidade.

É uma Paróquia abençoada, tendo dois filhos Bispos, vários padres, inúmeras religiosas e um povo muito caridoso.
Atualmente a Paróquia é composta por 22 comunidades, sendo 10 urbanas e 12 rurais, sendo o Cônego Mauro Morais, o seu 47º Pároco.

 

Fotos e informações: Dalila Lopes – Pascom

Artigo: “A Bíblia e o celular”, por padre Adilson Rocha

Por Padre Adilson Rocha
Pontifício Collegio Pio Brasialano

Na oração do Angelus do último domingo (05/03/2017) na praça São Pedro, O Papa Francisco lançou um grande desafio: “usar a Bíblia como usamos o nosso celular”. O pedido se deu no contexto da meditação sobre as Tentações de Jesus (Primeiro Domingo da Quaresma Ano A). Jesus rebate as provocações de Satanás utilizando a Palavra de Deus. Desse modo, indicou para todos os seus seguidores uma poderosa arma contra as tentações: a força que vêm da Palavra. Segundo o Papa Francisco, na medida em que criamos uma intimidade com a Bíblia conseguiríamos vencer as cotidianas investidas do mal. Partindo desse princípio, o Papa lançou a sugestão: “o que aconteceria se tratássemos a Bíblia como tratamos o nosso celular?”. Francisco não deu uma resposta à pergunta, mas convidou a pensar.

Olhando para o nosso mundo, o vemos pleno de tecnologia que facilita as atividades do dia a dia, que torna a distância menor ou praticamente inexistente, que nos possibilita potencializar o tempo com muitos afazeres, que nos informa de tudo aquilo que acontece ao redor de todo o globo, que permite expressar emoções e afetos na tela touch … enfim são muitos os benefícios conquistados pelo avanço da capacidade humana. Toda essa tecnologia pode ser, de certo modo, condensada no nosso aparelho celular. Carregado de tantas utilidades, ele se tornou uma ferramenta indispensável para os nossos dias. Poderíamos afirmar, sem medo de exagero, que ele se tornou tão indispensável quanto qualquer membro do corpo. O celular, para muitos, se tornou a primeira coisa que se toca quando se levanta e a última, quando se dorme. Podemos dizer que o celular nos liga ao mundo e tudo o que ele contém e faz isso de modo quase perfeito.

E o que tem a Bíblia em relação com isso? Vejamos. No livro do Deuteronômio, capítulo 6, na famosa seção do Shemá, encontramos “que estas palavras que hoje eu te ordeno estejam em teu coração! Tu as ensinará aos teus filhos, e delas falarás sentado em tua casa e andando em teu caminho, deitado e em pé. Tu as atarás também em tua mão como um sinal, e serão como um frontal entre os teus olhos” (Dt. 6,6-8). O desejo de Deus, expresso nestas linhas do Livro de Deuteronômio, é que a sua Palavra se torne algo do qual o homem não consegue mais se esquecer e viver sem. Sem dúvida nenhuma, ela deve ser tornar como o celular é para nós. Se o celular contém em si muita tecnologia e nos liga a tudo o que acontece no mundo físico, a Palavra de Deus contém toda a sabedoria e nos liga ao mundo espiritual, pois nela encontramos muitas portas pelas quais Deus vêm até nós.

O Papa lançou o desafio: “o que aconteceria se tratássemos a Bíblia como tratamos o nosso celular?” Eu me arrisco a responder: “sucederia que Deus teria mais espaço na nossa vida, seriamos mais fortes nas provações, seriamos mais fortes na nossa espiritualidade, seriamos mais ligados ao seu grande amor …”

Responda você também ao desafio lançado: “o que aconteceria se tratássemos a Bíblia como tratamos o nosso celular?”

Padres participam da posse do novo provincial dos MSC

Posse PeEdvaldo_04032017_1Padres do clero da Arquidiocese de Pouso Alegre participaram no último sábado, 04, da Eucaristia durante a qual padre Edvaldo Rosa de Mendonça – MSC, tomou posse como superior provincial da Congregação dos Missionários do Sagrado Coração. A Missa foi celebrada no Santuário do Sagrado Coração de Jesus em Sufrágio das Almas, em São Paulo, às 10h.

Representando a Arquidiocese participaram o padre Jésus Andrade Guimarães (Chanceler da Cúria e pároco da Paróquia Nossa Senhora das Graças – Itajubá), Cônego Sebastião Camilo de Almeida (Pároco Paróquia São Benedito – Itajubá), padre Luís César Moraes (Vigário paroquial Paróquia Sagrada Família – Itajubá) e padre Cláudio Antônio Braz (Pároco Paróquia  São Francisco de Paula – Poço Fundo).

Padre Edvaldo passou os últimos anos de seu ministério à frente da Paróquia Nossa Senhora da Soledade, em Itajubá, convivendo diariamente com o clero diocesano. Em sua homilia, padre Edvaldo acolheu a todos que vieram e iniciou sua reflexão falando sobre as grandezas do Coração de Jesus, que deseja que as imperfeições sejam transformadas em virtudes no Seu infinito amor.

“É desejo de Deus que tenhamos um coração de carne,que assume a Palavra de Deus,nos dando a condição de filhos renovados,inclinados para o bem”, disse.

Ao término de sua homilia, padre Edvaldo agradeceu ao padre Manoel – MSC pela sua dedicação em conduzir a província dos Missionários Sagrado Coração nesse período de seis anos, e desejou que seja feliz em sua nova missão.

Em seguida,deu-se início ao rito de posse, onde padre Edvaldo professou publicamente sua fé,seguido pelo Juramento de Fidelidade e assinatura em ata agora como Superior Provincial MSC e a assinatura de seus Conselheiros, em livro ata posto em cima do altar.

 

Fotos: Padre Jésus Andrade Guimarães
Informações: Portal MSC

Padres de PA participam de encontro dos Santuários

EncontroSantuários_2017Quatro padres da Arquidiocese de Pouso Alegre estão em Belo Horizonte entre os dias 6 e 10 março para participarem do 22º Encontro de Santuários do Brasil. Pe. Rodrigo Carneiro (Santuário Medalha Milagrosa – Monte Sião), Cônego Benedito Ramon Ferreira e Pe. Alexandre Acácio Nogueira (Santuário de Santa Rita de Cássia – Santa Rita do Sapucaí) e Pe. Lucas da Silva Crispim (Santuário Nossa Senhora da Agonia – Itajubá) participam desse encontro promovido pela Arquidiocese de Belo Horizonte e pelo Santuário Nacional de Nossa Senhora da Conceição Aparecida.

Essa é uma oportunidade de convivência, partilha e troca de experiências com representantes de santuários de todo o país. O evento, que tem como sede, a cada edição, uma diocese ou arquidiocese brasileira, este ano será realizado no Santuário Nossa Senhora da Piedade e no Hotel Tauá,  em Caeté.

Reitores e representantes de santuários de todo o país são convidados para participar da programação especial que inclui celebrações, conferências, oficinas, momentos culturais, de integração e lazer, no Santuário Nossa Senhora da Piedade – Casa da Padroeira de Minas Gerais, em Caeté, e no Hotel Fazenda Tauá.

 

Imagem Peregrina de N.S. Aparecida chega à Gonçalves

Imagem Peregrina_04032017_1A Imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida está na Paróquia Nossa Senhora das Dores, em Gonçalves, desde o último sábado (04). A imagem foi trazida pela paróquia de Sant’Ana, da cidade de Sapucaí Mirim, pelo Pároco Pe. João Batista de Godói e fiéis após uma carreata.

A celebração da santa missa teve início as 19h30, com a participação de cerca de 500 pessoas. A Eucaristia foi presidida pelo padre  João Batista Godói e concelebrada pelo padre Márcio Mota de Oliveira.

No final da celebração, a paróquia preparou uma linda homenagem à Nossa Senhora Aparecida. A imagem visitará os setores da paróquia esta semana e no sábado, dia 11, ela será levada para a paróquia Nossa Senhora da Consolação, em Consolação.

 

 

Fotos e informações: Lidiane Brito – Pascom

Pastoral disponibiliza material para formação paroquial

A Secretaria de Pastoral da Arquidiocese de Pouso Alegre disponibilizou às paróquia o material formativo que deverá ser usado nos encontros e reuniões com as comunidades paroquiais. A formação permanente foi tema presente em todas as etapas da Assembleia Arquidiocesana.

Download do material de formação – março e abril

“Quanto à formação permanente, ela é algo absolutamente necessária em todos os momentos da ação evangelizadora. Ninguém pode oferecer aquilo que não tem. Sempre seremos discípulos missionários aprendendo com Jesus Cristo, em comunidade”, traz o Plano da Ação Evangelizadora 2017-2020, n.71.

Assim, a comissão de formação permanente com a coordenação de pastoral oferece um caminho para a formação mensal das paróquias. Esse caminho é composto por sugestões de temas para estudo para cada mês do ano, que deverá ser dinamizado pelo padre e a equipe paroquial de assessoria, de acordo com a realidade local. O objetivo é criar comunhão e unidade na Arquidiocese.

“O material não quer ser uma ‘camisa de força’, mas sim, esse itinerário de comunhão e unidade. Os temas foram planejados a partir das prioridades assumidas em nossa Assembleia e o Magistério da Igreja. A espiritualidade deve estar presente em toda formação e a sugestão é o uso do método da Leitura Orante da Bíblia em todos os nossos encontros”, escreveu o coordenador de pastoral, padre Mauro Ricardo de Freitas, na apresentação do material de formação.

Ação ecológica marca CF em Santa Rita do Sapucaí

AçãoCF2017_1Ocorreu na manhã do último domingo,04, a Caminhada da Fraternidade em Santa Rita do Sapucaí incentivada pelas paróquias Nossa Senhora de Fátima e Santa Rita de Cássia. Esta foi a primeira ação dentro da Campanha da Fraternidade 2017 proposta pela CNBB, que se iniciou oficialmente na 4ª feira de cinzas. Neste ano a CF é ecumênica e tem como tema: “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida”, e como lema: “Cultivar e guardar a Criação”

A caminhada da fraternidade iniciou na igreja matriz da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, com o envio e uma benção do padre Clemildes Francisco de Paiva. Nem o tempo ameaçador de chuva impediu a caminhada que, mesmo assim, contou com a presença de mais de 300 pessoas desde crianças até idosos, a grande maioria vestindo camiseta branca.

Os participantes receberam luvas e sacos de lixo para coletarem os lixos que encontrassem pelo caminho, em um percurso de 3km pelas ruas da cidade. Foram cerca de 2 horas, passando por locais onde a própria população joga lixo de forma irregular e por diversos pontos com esgoto a céu aberto. Esse esgoto posteriormente desemboca diretamente no Rio Sapucaí sem tratamento algum.

A caminhada percorreu também por algumas centenas de metros a margem do Rio Sapucaí, onde as pessoas observaram a riqueza da flora e fauna local, com árvores de diversas espécies, inclusive algumas Sapucaiais, bem como famílias de diversos animais selvagens que vivem naquele habitat, como patos, gansos, lagartos, e capivaras. Observaram também a presença de alguns pescadores que pescavam alguns mandis bem ao lado de enormes saídas de esgoto não tratados que eram jogados diretamente no Rio Sapucaí.

O objetivo da Caminhada da Fraternidade foi simplesmente chamar a atenção de toda a população com relação a verdadeira situação doAçãoCF2017_2 meio ambiente local no bioma em que vivemos (Mata Atlântica), buscando desenvolver consciência da necessidade urgente de fazermos algo pelo meio ambiente, nossa “Casa Comum”

A caminhada foi encerrada na escadaria do Santuário de Santa Rita de Cássia, onde os caminheiros encheram a carroceria de uma caminhonete com 20 sacos de 100L de lixo. Em seguida, foi dada a benção pelo Pe. Jonas, padre jesuíta, que acompanhou todo o percurso acompanhado de uma dúzia de jovens missionários.

Todo o lixo coletado teve a destinação adequada e foi entregue na Secretaria de Obras do Município que é responsável pela limpeza urbana. Instantes depois, um vereador que compõe a liderança do movimento do Grupo da Campanha da Fraternidade, recebeu a ligação da Prefeitura Municipal se dispondo a somar forças nessas ações e, inclusive, a doar diversas mudas de árvores frutíferas e sombrosas para serem plantadas pela população em uma próxima ação do grupo.

O Grupo CF tem uma ação apartidária, visando exclusivamente o resgate do meio ambiente e a melhoria de vida das pessoas propondo sempre uma forma sustentável. A liderança do Grupo da CF estabeleceu uma agenda com diversas ações, entre elas a criação de uma feira livre semanal na cidade, uma cooperativa e uma usina de reciclagem de lixo e uma palestra com o tema: “Meio Ambiente, Lixo Urbano e Eletrônico x Campanha da Fraternidade 2017” a ser proferia pelo Prof. Dr. Maurício Waldmam, especialista em meio ambiente e em lixo.

 

Informações: Cláudio Orlandi Lasso
Fotos: Emanuelle Melo – Pascom 

 

 

 

Paróquia de PA oferece curso de Mariologia

CursodeMariologia_Março2017Com o apoio da Academia Marial do Santuário Nacional de Aparecida, terá início em março o Curso sobre a Virgem Maria, Mãe de Deus e da Igreja, na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, Pouso Alegre. A fim de celebrar o Ano Mariano, fundamentando o culto cristão e assegurando aos fiéis maior qualificação sobre o papel de Maria na História da Salvação. As aulas serão em todas as segundas-feiras do mês de março, sempre entre 19h30 e 21h, no Centro Pastoral da Paróquia. O professor será o pároco, padre Adriano São João.

Segundo o Pe. Leando Luís, da Paróquia Nossa Sra de Fátima, o curso tem por objetivo “oferecer ao povo um estudo introdutório e teológico acerca da pessoa de Maria, Mãe de Jesus, por duas vias: Maria na Sagrada Escritura e, também, Maria na Tradição da Igreja”. Esse curso é destinado a todos os públicos, especialmente leigos, líderes de pastorais e movimentos, catequistas, religiosos, seminaristas, sacerdotes e a outros cristãos que desejem aprofundar o seu estudo e compreensão a respeito da Virgem Maria.

No dia 06 de março será realizado a abertura oficial do Curso de Introdução à Mariologia com a celebração da Missa às 19h, na Igreja Matriz. Em seguida, no Centro Pastoral da Paróquia, abertura com a presença e pronunciamento de do Arcebispo Metropolitano, Dom José Luiz Majella Delgado, C.Ss.R.

Pastoral divulga sugestão do rito de envio dos Catequistas

A Arquidiocese de Pouso Alegre irá celebrar no próximo dia 05 de março, em suas Paróquias, o início do Ano Catequético. Assim, a Pastoral de Animação Bíblico-Catequético preparou um material a ser usado na celebração, durante o rito de envio dos catequistas e também uma sugestão de prece. Confira:

 

Rito de envio dos Catequistas no início do Ano Catequético na Arquidiocese de Pouso Alegre

Primeiro Domingo da Quaresma – 04 e 05 de Março de 2017

(O objetivo é celebrar a unidade da ação catequética na Arquidiocese de Pouso Alegre, marcando esse Tempo de Graça do Processo de Educação da Fé, fortalecido por uma catequese como missão conjunta e não isolada. É extremamente importante envolver todos os catequistas (batismo, adultos, iniciação, matrimônio), para participarem deste Rito de Envio no Primeiro Domingo da Quaresma, na qual acontecerá a abertura do Ano Catequético. Lembramos que as comunidades que não puderem participar da missa paroquial, celebrem também em comunhão na sua comunidade. Não importa se a sua comunidade já iniciou ou mesmo está encerrando etapas formativas, o mais importante é valorizarmos o trabalho e a missão dos nossos catequistas. Somos apenas instrumentos; é Deus quem nos envia e nos conduz!).

Sugestão de monição
(Pode acontecer após a homilia ou no final da celebração)

Irmãos e irmãs caríssimos! Agradeçamos ao Senhor. Hoje é um dia muito especial para a nossa comunidade. Vamos renovar a missão que recebemos de Deus no dia do nosso batismo. Missão de seguir Jesus, de viver o Evangelho, de anunciar e testemunhar o Reino de Deus. Estamos no tempo quaresmal, tempo de penitência e conversão de nossos corações. Mas, também é tempo de firmarmos nosso compromisso de semear o Reino de esperança e de amor. Os catequistas de nossa comunidade serão enviados para essa missão. O trabalho de evangelizar pela catequese, que é de todos nós, é assumido por estes(as) irmãos(ãs) de uma maneira toda particular, com carinho, dedicação, coerência e competência. Com esta celebração queremos reconhece-los como verdadeiros Arautos do Evangelho de Jesus e iniciar com toda a Igreja Particular de Pouso Alegre as atividades que promovem a educação e o amadurecimento da fé junto ao Povo de Deus. Celebremos com a catequese de nossa comunidade, nossa vocação batismal!

(Enquanto os catequistas chegam à frente do presbitério, entoa-se o refrão “Eis-me aqui, Senhor!”)

Presidente. Oremos, irmãos e irmãs para que o Deus de misericórdia que nos chama a evangelizar, se digne abençoar estes(as) vossos(as) filhos e filhas que anunciarão o Amor e a Graça de Deus (pausa). Pai, por meio do Vosso Filho, nos tornais participantes de sua única missão. Por meio do Espírito Santo, distribuís Vossos dons a cada um de nós para que nos tornemos capazes de assumir a mesma missão de Vosso Filho. Assim, ó Pai, por meio de Vossas duas mãos – o Filho e o Espírito – edificais constantemente a Vossa Igreja. Temos a certeza, ó Pai, de que destes o dom da evangelização pela catequese a estes irmãos e irmãs nossos que, agora, prostrados diante de Vós, suplicam a Vossa bênção. Abençoai †, Senhor, com o Vosso Espírito e com os dons necessários ao exercício do ministério de catequista, estes irmãos e irmãs para que eles possam viver com amor e fidelidade o ministério que estão assumindo. Possam eles, ó Pai, com a vossa graça, cumprir os compromissos que este ministério implica, de modo que, apoiados por toda a comunidade e caminhando com ela, possam participar plenamente dos bens que, na fé, confessamos e, na esperança, buscamos. É o que humildemente Vos pedimos, ó Pai, meio de Jesus Cristo, Vosso Amado Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

(Oração extraída do subsídio: “Catequese à luz do Diretório Nacional de Catequese” vol.2)

(Enquanto o presidente da celebração asperge os(as) catequistas, pode-se entoar um canto)

 

ORAÇÃO DO CATEQUISTA

(Rezada por todos os catequistas. Sugestão: apresentar a oração no “data show” ou cada catequista tê-la em mãos)

Senhor, como os discípulos de Emaús, somos peregrinos. Vem caminhar conosco! Dá-nos teu Espírito, para que façamos da catequese caminho para o discipulado. Transforma nossa Igreja em comunidades orantes e acolhedoras, testemunhas de fé, de esperança e caridade. Abre nossos olhos para reconhecer-te nas situações em que a vida está ameaçada. Aquece nosso coração, para que sintamos sempre a tua presença. Abre nossos ouvidos para escutar a tua Palavra, fonte de vida e missão. Ensina-nos a partilhar e comungar do Pão, alimento para a caminhada. Permanece conosco! Faze de nós discípulos missionários, a exemplo de Maria, a discípula fiel, sendo testemunhas da tua Ressurreição. Tu que és o Caminho para o Pai. Amém!

 

Sugestão para as PRECES DA COMUNIDADE

(acrescentar às preces já existentes)

 1- Deus Pai de amor! Abençoai os catequistas de vossa Igreja. Que eles sejam sinal de vida e de esperança a todos os que são ávidos de vossa palavra, em especial junto dos pobres e sofredores do mundo, os desprezados e excluídos. Rezemos

2- Deus Pai de alegria! Olhai por nossas famílias: ajudai os pais a cumprirem sua missão de primeiros catequistas de seus filhos; ajudai os filhos a acolherem em seus corações e em suas vidas o evangelho de vosso Filho Jesus  e  a segui-lo  para  sempre. Rezemos