Juventude Católica deu show! Confira novas fotos do DNJ 2012

O Dia Nacional da Juventude, que ocorreu no último domingo, 28, foi marcado por muita alegria, animação e oração. Cerca de mil jovens de toda a Arquidiocese de Pouso Alegre se reuniram na Escola Profissional “Delfim Moreira”, em Pouso Alegre, para celebrar esta data tão marcante na vida da Igreja. Músicas, danças, teatros, palestras preencheram o dia, que terminou com uma passeata pelas principais ruas da cidade até a Paróquia Santuário, onde foi celebrada a Eucaristia. As fotos são de Felipe Guimarães e Irapuam Dias, membros da Pascom da Arquidiocese.

Confira todos os momentos na página da Arquidiocese no facebook.

Clique no “joinha” e compartilhe este momento tão especial na vida do jovem. 

Novo pároco e novo vigário assumem seus trabalhos em Jacutinga

Foto: A Gazeta de Jacutinga

Os padres Jésus Benedito dos Santos e Rone Peterson de Oliveira e Faria assumiram na noite da última segunda-feira, 29, as funções de pároco e vigário da Paróquia Santo Antônio em Jacutinga. A Eucaristia foi presidida pelo Vigário Geral da Arquidiocese de Pouso Alegre, Monsenhor Vonilton Augusto Ferreira, e concelebrada por diversos outros padres.

Fiéis de Jacutinga e Albertina lotaram a Igreja Matriz para receber seus novos pastores. Muitos paroquianos de Congonhal/ Senador José Bento e Santa Rita do Sapucaí (Nossa Senhora de Fátima), onde estavam padre Jésus e padre Rone, se fizeram presentes.

Foto: A Gazeta de Jacutinga

Logo no início da celebração, padre Simão Cirineo leu o Decreto de Nomeação. Em seguida, padre  Jésus proferiu sua Profissão de Fé e seu Juramento de fidelidade. Conforme determina a disciplina da Igreja, os fiéis chamados exercer um cargo em nome da Igreja devem emitir a Profissão de Fé, segundo a fórmula aprovada pela Sé Apostólica.

Na sequência, Monsenhor Vonilton entregou diversos instrumentos ao novo pároco para que possa desempenhar bem sua missão. Por primeiro, padre Jésus recebeu as chaves da Igreja, casa de Deus e de todo o povo, para que tome consciência do cuidado que deverá ter com o Templo material, símbolo da Igreja viva que deverá edificar.

Foto: A Gazeta de Jacutinga

Depois foi conduzido até a Capela do Santíssimo, onde fez um breve momento de adoração e recebeu as chaves do Sacrário, pois a vida espiritual dos fiéis é alimentada pela Eucaristia. Ele também foi ao local onde é administrado o Sacramento da Reconciliação, um das funções mais importantes do padre, pois é o instrumento de reconciliação entre Deus e seu povo.

Por fim, Padre Jésus Benedito dos Santos foi levado até a Pia Batismal, onde terá a missão de administrar o Batismo, fazendo das pessoas novos filhos de Deus, renascidos pela Graça do Espírito Santo.

Celebrados os ritos, conforme mandamento da Santa Igreja, o novo pároco assumiu a presidência, dando continuidade à Celebração Eucarística.

Foto: A Gazeta de Jacutinga

No final, padre Jesus proferiu suas primeiras palavras aos novos paroquianos, reforçando a necessidade de deixar Deus conduzir, já que toda mudança traz medos. Ele também relembrou todos os lugares por onde passou, fazendo questão de afirmar que todas as paróquias favoreceram seu crescimento como ser humano e padre.

 

“A Nova Evangelização diz respeito a toda a vida da Igreja” ,afirma Bento XVI

Bento XVI presidiu, neste domingo, na Basílica de São Pedro, a celebração eucarística de encerramento da 13ª Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos.

Em sua homilia, o Papa se deteve sobre a cura do cego Bartimeu que ocupa uma posição significativa na estrutura do Evangelho de Marcos, itinerário de fé que se desenvolve gradualmente na escola de Jesus.

Leia também: Padres sinodais apresentam lista com 57 propostas

A condição de cegueira tem um significado denso nos Evangelhos. Representa o homem que tem necessidade da luz de Deus, a luz da fé, para conhecer verdadeiramente a realidade e caminhar pela estrada da vida. “Bartimeu não é cego de nascença, mas perdeu a vista: é o homem que perdeu a luz e está ciente disso, mas não perdeu a esperança. Num de seus escritos, Santo Agostinho interpreta Bartimeu como pessoa decaída duma condição de grande prosperidade e nos convida a refletir sobre o fato de que há riquezas preciosas na nossa vida que podemos perder e que não são materiais” – frisou Bento XVI.

“Nesta perspectiva, Bartimeu poderia representar aqueles que vivem em regiões de antiga evangelização, onde a luz da fé se debilitou, e se afastaram de Deus. São pessoas que deste modo perderam uma grande riqueza, decaíram duma alta dignidade – não econômica ou de poder terreno, mas a dignidade cristã –, perderam a orientação segura e firme da vida e tornaram-se, muitas vezes inconscientemente, mendigos no sentido da existência” – acrescentou o Pontífice.

O Papa destacou que “são muitas as pessoas que precisam de uma nova evangelização, ou seja, de um novo encontro com Jesus, o Cristo, o Filho de Deus, que pode voltar a abrir os seus olhos e ensinar-lhes a estrada. A nova evangelização diz respeito a toda a vida da Igreja. Refere-se, em primeiro lugar, à pastoral ordinária que deve ser mais animada pelo fogo do Espírito a fim de incendiar os corações dos fiéis que frequentam regularmente a comunidade reunindo-se no dia do Senhor para se alimentarem de sua Palavra e do Pão de vida eterna.”

Bento XVI então sublinhou três linhas pastorais que emergiram do Sínodo. “A primeira diz respeito aos Sacramentos da iniciação cristã. Foi reafirmada a necessidade de acompanhar, com uma catequese adequada, a preparação para o Batismo, a Confirmação e a Eucaristia; e reiterou-se também a importância da Penitência, sacramento da misericórdia de Deus. É através deste itinerário sacramental que passa o chamado do Senhor à santidade, dirigido a todos os cristãos.”

A segunda é que “a nova evangelização está essencialmente ligada à missão ad gentes. A Igreja tem o dever de evangelizar, de anunciar a mensagem da salvação aos homens que ainda não conhecem Jesus Cristo”. O Papa recordou que durante as reflexões sinodais, foi sublinhado que existem lugares na África, Ásia e Oceânia, onde os habitantes esperam com expectativa o primeiro anúncio do Evangelho. “Por isso, é preciso pedir ao Espírito Santo que suscite na Igreja um renovado dinamismo missionário, cujos protagonistas sejam, de modo especial, os agentes pastorais e os fiéis leigos. A globalização provocou um notável deslocamento de populações, pelo que se impõe a necessidade do primeiro anúncio também nos países de antiga evangelização” – frisou o Papa.

O terceiro aspecto diz respeito às pessoas batizadas que, porém, não vivem as exigências do Batismo. “Durante os trabalhos sinodais, foi posto em evidência que estas pessoas se encontram em todos os continentes, especialmente nos países secularizados. A Igreja dedica-lhes uma atenção especial, para que encontrem de novo Jesus Cristo, redescubram a alegria da fé e voltem à prática religiosa na comunidade dos fiéis. Para além dos métodos tradicionais de pastoral, sempre válidos, a Igreja procura lançar mão de novos métodos, valendo-se também de novas linguagens, apropriadas às diversas culturas do mundo, para implementar um diálogo de simpatia e amizade que se fundamenta em Deus que é Amor.”

Voltando à figura do cego Bartimeu, curado por Jesus, Bento XVI concluiu a homilia dizendo: “Assim são os novos evangelizadores: pessoas que fizeram a experiência de ser curadas por Deus, através de Jesus Cristo”.

 

Com informações da Rádio Vaticano

Em dia “mágico”, DNJ reúne mais de mil jovens em Pouso Alegre

Um dia para ficar guardado na memória dos mais de mil jovens que se reuniram durante todo este domingo, 28, na Escola Profissional de Pouso Alegre para celebrar o Dia Nacional da Juventude. Na Subcomissão para  Juventude da Arquidiocese, organizadora do evento, o sentimento é de missão cumprida.

 

 

O dia começou às 09h, com a acolhida aos grupos da Pastoral da Juventude, Javé Nissi – RCC, Pastoral Universitária, Jovisa e TLC. Em seguida, os jovens participaram de uma palestra com o Geraldo, de Itajubá, que falou sobre a necessidade do jovem deixar Deus agir em suas vidas.

Às 11h, a Renovação Carismática Católica apresentou o teatro “Canto da Írias”, que emocionou a todos. Depois de um delicioso almoço, com muito cachorro-quente e macarronada, os jovens ficaram conhecendo um pouco mais sobre o Bote-Fé e Jornada Mundial da Juventude, que ocorre na Arquidiocese de Pouso Alegre e no Rio de Janeiro, respectivamente, em 2013.

Por fim, Monsenhor Vonilton Augusto Ferreira, Vigário Geral da Arquidiocese, conversou com os jovens sobre o tema do DNJ 2012: “Que vida vale a pena ser vivida?”. A animação fez parte desses jovens durante todo o dia, com muita alegria e festa.

Às 15h, todos os jovens percorreram algumas ruas de Pouso Alegre em direção à Igreja do Santuário, onde participaram da Eucaristia. Definitivamente, um dia para ficar na história.

Veja mais fotos

2º Seminário Igreja e Bens Culturais reúne 120 participantes

Nos dias 22 a 25 de outubro, a Comissão de Bens Culturais da Igreja do Regional Leste 2(Minas Gerais e Espírito Santo) realizou na Casa de Retiros São José, em Belo Horizonte (MG) o 2º Seminário Igreja e Bens Culturais.

Com o objetivo de refletir sobre a as técnicas de conservação e salvaguarda do patrimônio cultural da Igreja e sua importância na evangelização, o Seminário reuniu cerca de 120 participantes entre padres, religiosos, arquitetos, arquivistas, restauradores e pesquisadores das (arqui)dioceses do Regional Leste 2 e do Brasil.

Durante o Seminário, os participantes puderam ampliar as discussões e debates sobre a  legislação civil e canônica, técnicas de inventariação e catalogação de bens culturais, medidas de conservação e segurança, e adequações de novas edificações. A programação do Seminário incluiu ainda visitas guiadas ao Palácio do Governo do Estado de Minas Gerais, Basílica Nossa Senhora de Lourdes, Mosteiro Nossa Senhora das Graças, Centro de Conservação e Restauração de Bens Culturais Moveis da UFMG, em Belo Horizonte, e museus e igrejas de Sabará(MG).

O 2º Seminário contou com a presença de representantes do Ministério Público Estadual (MPE), do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (IEPHA).  O presidente do IEPHA, Fernando Viana Cabral anunciou durante o evento o programa de monitoramento do patrimônio histórico em Minas Gerais. Segundo Fernando Viana, a partir do ano que as cidades históricas mineiras  de Ouro Preto, Mariana, São João del-Rei, Tiradentes, Congonhas e Diamantina, contarão com câmeras de monitoramento do programa Olho Vivo. “Em Congonhas, as câmeras de vídeo vão proteger o Santuário do Senhor Bom Jesus do Matosinhos, os profetas e as capelas”, afirmou Cabral, explicando que a primeira reunião para a implantação do serviço já foi feita com o secretário estadual de Defesa Social, Rômulo Ferraz.

Para o presidente de Comissão Igreja e Bens Culturais do Regional Leste 2 e arcebispo metropolitano de Juiz de Fora, dom Gil Antônio Moreira está havendo uma mudança de mentalidade para o combate a furtos, arrombamentos e degradação. “Estamos avançando, mas temos um longo caminho ainda a percorrer para aumentar a conscientização. E nesse processo o diálogo com instituições estaduais e federais tem nos ajudado”.

Ao final do Seminário, os participantes redigiram uma petição que será encaminhada ao Senado Federal requerendo os direitos dos proprietários dos bens culturais e finalidade prioritária dos bens sacros.

Fonte: Assessoria de Comunicação CNBB Leste II

Pe Catarino recebe título de Monsenhor

A noite de quinta-feira, 25, foi de muita alegria para a Arquidiocese de Pouso Alegre. Em uma celebração solene realizada na Catedral Metropolitana foi concedido ao vigário da Paróquia Bom Jesus – Catedral – padre José Catarino Obelino o título de monsenhor.

A Santa Missa de monsenhorato foi presidida pelo arcebispo Dom Ricardo Pedro Chaves Pinto Filho, O.Praem., e concelebrada por padres de diversas paróquias. Centenas de fiéis e familiares do agraciado também participaram da Eucaristia.

O leitura do documento que concede a honraria foi realizada pelo chanceler, monsenhor Dimas de Lima. O título foi concedido pelo papa Bento XVI a pedido do arcebispo Dom Ricardo Pedro.

Monsenhor Catarino é vigário da Paróquia Bom Jesus e exerce a função da capelão do Hospital das Clínicas Samuel Libânio, em Pouso Alegre.

Dom Ricardo emite decreto sobre como se lucrar as Indulgências nesse Ano da Fé

RICHARDUS PETRUS CHAVES PINTO FLHO 0. PRAEM.
DEl MISERATIONE ET SANCTAE SEDIS GRATIA
ARCHIEPISCOPUS METROPOLITANUS
POUSO ALEGRE

AOS QUE ESTE DECRETO VIREM,

SAUDAÇÃO E BÊNÇÃOS NO SENHOR!

Em estreita Comunhão de Fe e Caridade com o Santo Padre o Papa Bento XVI, Sucessor de Pedro e fazendo eco ao Decreto da Penitenciaria Apostólica, no que diz respeito ao modo de lucrar as INDULGÊNCIAS neste Ano da Fé, como é desejo do Sumo Pontífice Bento XVI,

DECRETAMOS

 Como lugares para se lucrar as INDULGÊNCIAS conforme o ensinamento da Igreja, sobretudo na “INDULGENTIARUM DOCTRINA” do Papa Paulo VI (1967) e no Decreto da Penitenciaria Apostólica neste Ano da Fe:

A Catedral Metropolitana em Pouso Alegre, a Basílica Menor de Nossa Senhora do Carmo em Borda da Mata, os Santuários de Santa Rita em Santa Rita de Caldas, Santa Rita do Sapucaí e Extrema, o Santuário da Medalha Milagrosa em Monte Sião e o Santuário de Nossa Senhora da Piedade, na Paróquia da Sagrada Família em Itajubá.

DECRETAMOS

Como dias especiais para se lucrar as INDULGENCIAS : a Solenidade do Natal do Senhor, a Solenidade da Ressurreição do Senhor, a Solenidade de Pentecostes, a Solenidade de Corpus Christi e a festa do Padroeiro em cada Paróquia.

Concedemos também conforme o Decreto da Penitenciaria Apostólica, aos Cônegos e aos Párocos DOS LUGARES DESIGNADOS neste Decreto, para se lucrar as INDULGÊNCIAS a “faculdade limitada” no foro interno no que concerne aos fiéis segundo o Can. 508 § 1, estendendo esta “faculdade limitada” no foro interno a todos Os Párocos no que diz respeito, somente aos dias especiais para se lucrar as INDULGÊNCIAS, bem como a festa do Padroeiro da Paróquia.

Toda a Igreja Particular de Pouso Alegre e convocada e chamada a desenvolver pela Graça do Espírito em sumo grau a santidade de vida, a pureza da alma, a integridade dos costumes, envergonhando-se daquilo que é mal e pecado, para “apresentar-se a si mesma uma Igreja gloriosa, sem mancha, nem ruga, sem defeito algum, mas Santa e imaculada” (Ef 5,27).

E “Cum Petro et sub Petro” , queremos viver este Ano da Fe, confiando na proteção da Virgem Mãe Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil, sob a intercessão de São José, Patrono da Igreja, nosso modelo de fidelidade e de silêncio.

Leia-se este Decreto a Estação da Missa no Domingo ou dia Festivo. Translade-o no Livro do Tombo. Arquive-o.

Dado e passado na Cúria Metropolitana de Pouso Alegre, aos 12 de outubro de. 2012, na Solenidade da Bem Aventurada Virgem Conceição Aparecida, sob o Nosso sinal e o selo de nossas armas.

 

+ Ricardo Pedro Chaves Pinto Filho O.Praem

Arcebispo Metropolitano.

 

 

Mons. José Dimas de Lima

Chanceler do Arcebispado.

 

Prot. A

Nº 004/12

Sínodo: Padres apresentaram lista com 57 propostas

O Sínodo dos Bispos apresentou, nesta terça-feira, a lista única das propostas. São 57. Trata-se de um esboço do documento final que será emendado e votado no próximo sábado.

Os padres sinodais fizeram um apelo pela libertação de três sacerdotes católicos sequestrados na última sexta-feira, na República Democrática do Congo (RDC).

Abordado também foi o envio da delegação do Sínodo à Síria. Tempos e modalidades dessa visita serão anunciados em breve. No entanto, dada a gravidade da situação, o envio será adiado para o final da assembleia sinodal e haverá algumas mudanças na composição da delegação, por causa dos compromissos de seus membros. Os padres sinodais manifestaram solidariedade ao povo sírio e incentivaram aqueles que buscam uma solução para o conflito, que respeite os direitos e deveres de todos.

O Sínodo reiterou que a evangelização é a missão da Igreja, sobretudo num mundo secularizado e globalizado que apresenta desafios cruciais, como a perseguição religiosa ou a indiferença da própria religião. Central nesse contexto, a defesa da liberdade religiosa e os direitos humanos fundamentais, porque o Evangelho é uma mensagem de paz que ajuda o ser humano a sair da solidão criada pelo mundo moderno.

Outros temas abordados foram: a importância do uso correto dos meios de comunicação por agentes formados na moral cristã, defesa dos migrantes, educação, catequese para adultos, opção preferencial pelos pobres e doentes, Sacramento da Penitência como núcleo da ação pastoral da Igreja, corresponsabilidade dos leigos e jovens na nova evangelização, reconhecimento do papel das mulheres, e apoio à família, primeiro agente de evangelização.

Os sacerdotes e religiosos são chamados a evangelizar com espiritualidade profunda e consciência da modernidade. A salvaguarda da Criação foi outro abordado pela assembleia. Enfim, o Secretário-Geral do Sínodo, Dom Nikola Eterović, leu uma carta de resposta ao Bispo de Fengxiang, na China, que recentemente enviou uma mensagem de saudação aos padres sinodais.

O Sínodo agora responde, expressando também o afeto do Santo Padre e desejando que, neste Ano da Fé, a evangelização chegue também ao povo chinês. Foi anunciado o dom do Papa aos padres sinodais: uma cruz peitoral que retrata a imagem do Bom Pastor.

 

Com informações do portal Dom Total

Arquidiocese se prepara para receber 3 novos diáconos

A Igreja de Pouso Alegre se alegra com a ordenação de três novos diáconos. A Celebração Eucaristica na qual Nelson Júnior da Cruz (Itajubá), Tiago da Silva Vilela (Santa Rita do Sapucaí) e Vilson Moreira do Couto (Borda da Mata) serão ordenados ocorre no dia 10 de novembro, às 09h, na Catedral Metropolitana de Pouso Alegre.

O celebrante será o Arcebispo Metropolitano, Dom Ricardo Pedro Chaves Pinto Filho. Venha rezar com toda a Igreja!

Nelson Júnior da Cruz

 

 

 

 

 

Tiago da Silva Vilela

 

 

 

 

 

Vilson Moreira do Couto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Carmelo inicia comemorações do ano Jubilar

Na próxima sexta-feira, 26, o Carmelo da Sagrada Família completa 69 anos da fundação em Pouso Alegre (MG). Às 18h15, o terço será rezado junto com a comunidade para, em sequência, celebrar uma Missa, às 19h, em ação de graças pelo ‘pedacinho do céu. ’ A Celebração Eucarística acontece na capela do Carmelo e marca o início do ano jubilar, já que em 2013 completará 70 anos da presença das Irmãs Carmelitas em terra pousoalegrense.

História do Carmelo
Fundado a 26 de outubro de 1943, o Carmelo da Sagrada Família nasceu da promessa que D. Delfim Ribeiro Guedes, ainda seminarista, fizera a Santa Teresinha, diante das dificuldades de saúde que enfrentava, e o impediam de ser ordenado sacerdote. A graça foi alcançada e anos depois, ele empreende a obra. O Carmelo escolhido para realizar a fundação foi o de Campinas.

Encabeçava o grupo das fundadoras a Madre Maria Imaculada da Santíssima Trindade, então com 34 anos de idade. Anos depois, outras três irmãs fundadoras, pouco a pouco, retornam para Campinas. Madre Maria Imaculada, que desde 1946 recebe o título de “Mãezinha”, fica apenas com um grupo de fervorosas e inexperientes noviças, com tudo por construir: a construção interior de cada uma delas, e a exterior, pois a casa provisória se torna perigosa e pequena para a nascente comunidade.

Confiante na Providência Divina, Mãezinha inicia a construção, contando com orações e trabalhos das irmãs, pedidos de esmolas em todo o Brasil, através de cartas, e o auxílio inestimável de muitos benfeitores.

Em 1957 transladam-se para o novo Carmelo, mas as obras só finalizam em 1984. Neste ínterim, Mãezinha vela pela vivência do carisma teresiano e as irmãs participam intensamente da vida da Igreja, do mundo, e de cada pessoa que bate à porta do Carmelo pedindo orações.

Em 1986, o Carmelo se desdobra na fundação de um novo Carmelo na cidade de Campos (RJ) com o intuito de rezar pela unidade da Igreja naquela sofrida Diocese.

Com este último e mais dolorido sacrifício para seu coração de mãe, Madre Maria Imaculada está madura para o Céu, e parte para a casa do Pai em 20 de janeiro de 1988, após uma vida de muito sofrimento e amor-doação.

Um movimento espontâneo do povo, de vir rezar junto ao muro do Carmelo, próximo ao túmulo de Mãezinha, pedindo a sua intercessão, e as várias graças alcançadas, levaram as irmãs a pedirem a abertura do processo de canonização de sua fundadora, o que se deu a 30 de setembro de 2006.

Com informações do Grupo de Comunicação ‘Mãezinha do Carmelo’