Monte Sião encerra festa de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa recebendo romeiros

A primeira igreja do Brasil dedicada a Nossa Senhora da Medalha Milagrosa comemora nesta terça-feira, 27, o dia de sua padroeira.

Um momento especial aconteceu nesta manhã na celebração das 10h, quando foram recebidos os romeiros que vieram a pé do Santuário Nacional em Aparecida (SP) para a celebração da festa em Monte Sião.  A romaria acontece há 14 anos na cidade.

Ao todo, 180 homens caminharam sete dias até chegarem ao seu destino na cidade mineira.

Recebidos pelas famílias e pela comunidade, o momento foi de grande emoção, conta a secretaria paroquial, Cláudia Trindade Diniz.

“A comunidade inteira fica na expectativa da chegada deles. Neste ano fizemos uma chuva de pétalas na chegada da romaria, quando eles foram recebidos pelas suas famílias e também uma banda tocou o hino de nossa padroeira. Foi um momento de grande emoção para todos nós”, afirmou.

A festa termina às 18h, com a Missa Solene seguida de procissão luminosa pelas ruas da cidade. Cerca de cinco mil devotos devem visitar o Santuário até o final da tarde.

 

Do portal a12.com
Foto: www.romeirosdamedalhamilagrosa.blogspot.com

Javé Nissi é reconhecida como Comunidade de Direito Diocesano

Apesar da chuva, membros da Comunidade Javé Nissi de todas as cidades da diocese, estiveram presentes na Casa de Oração Monsenhor Mauro Tommasini no dia 25 de novembro para festejar, rezar, cantar.

Também foi a oportunidade de receber os novos compromissados e para o antigos renovarem sua consagração ao serviço arquidiocesano de evangelização por meio da Vida no Espírito.

Um público de aproximadamente 1700 se fizeram presentes no evento. Quem fez as duas colocações do dia foi o moderador da Javé Nissi – Tatá, que refletiu sobre a importância do compromisso com a Igreja Diocesana e sobre o lema que será vivido nos próximos três anos: Ousadia.

O dia encerrou-se com a celebração da santa missa presidida por padre Dionísio Ailton Pereira, onde foi lido pelo presidente da Comunidade, Sebastião Rangel Fanucci, o decreto que erigiu a Javé Nissi, a uma Comunidade de Direito Diocesano. O dia foi marcado pela alegria de todos os membros da rede Javé Nissi de Comunidades.

Fonte: www.javenissi.org.br

Foto: Fábia Martins

Milhares de pessoas já passaram por Monte Sião para celebrar a Padroeira

Milhares de fieis já participaram da Novena em preparação à festa de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa, que será celebrada nesta terça-feira, 27, em Monte Sião.

“É grande a manifestação de fé e religiosidade do povo de Monte Sião e dos devotos de várias localidades do Brasil que veem ao Santuário da Medalha Milagrosa, para pedir ou agradecer a intercessão da Mãe de Deus e nossa em suas vidas. Muitos são os testemunhos de fé e de graças recebidas pela intercessão da Senhora da Medalha Milagrosa.”, afirmou o pároco, padre Simão Cirineo.

Veja mais fotos da novena clicando aqui

Vários pregadores estiveram na novena e, no domingo, o Pe. Agnaldo José, após celebrar a missa da novena, realizou um show em frente ao Santuário. Encenações da aparição de Nossa Senhora a Santa Catarina Labourè são realizadas em todas as missas e, ao final, distribuídas medalhas aos presentes. As missas da novena e da Festa são transmitidas pela internet, através do site do Santuário.

Dia da festa
Nesta terça-feira, 27, dia da Padroeira, é feriado municipal e várias missas são celebradas no Santuário. Na celebração das 10h são acolhidos os romeiros que partem a pé de Aparecida em direção à Monte Sião. Após a missa das 18h, ocorre a procissão luminosa pelas ruas da cidade e queima de fogos e homenagem a Padroeira.

 

 

Com informações e fotos de Cláudia Trindade Diniz

Artigo: “Os Meios de Comunicação para evangelização da Igreja

Cristiano José de Oliveira*

Encerramos o mês missionário do ano de 2012 com uma proposta convidativa e, ao mesmo tempo, exortativa para que a Igreja assuma sua vocação e missão, a qual consiste em evangelizar todos os povos, culturas e nações. Mandato exposto pelo próprio Cristo que incumbiu aos discípulos de ir e anunciar a Boa Nova a todos os povos (cf. Mc 16,15).

Neste ano, a Igreja do Brasil propôs como temática missionária a Partilha da Fé apresentando o objetivo de celebrar a unidade, através da fraternidade, na inspiração maior da abertura do Ano da Fé, que se deu no dia 11 de outubro pela sua Santidade o Papa Bento XVI. Com estas moções do Santo Espírito, podemos perceber que a evangelização é um dado que nasce puramente da Fé. Quem tem fé deve testemunhá-la, com a propriedade dos seus valores e riqueza, para o cultivo da vida, anunciando as alegrias e esperanças para os homens de hoje (cf. Gaudium et Spes, n. 1).

Na esteira da evangelização, os meios de comunicação assumem um papel fundamental para dialogar com as novas formas de culturas, respondendo, sobretudo, aos anseios do homem pós-moderno. Comunicar é a atividade do Espírito Santo que atinge o coração do ser humano, perscrutando seus anseios e concedendo-lhes a paz e os frutos espirituais.

Na mensagem ao Dia Mundial das Comunicações de 2012, o Papa Bento XVI convidou à reflexão do Silêncio e da Palavra como caminhos para a evangelização. Silenciar é necessário para escutar os anseios da sociedade e aplicar uma nova evangelização, com conteúdos sólidos.

Sabe-se que os meios de comunicação são instrumentos eficazes para o anúncio do Cristo. Eles contribuem para o rosto desta nova evangelização. Na escuta da Palavra, a comunicação assume a verdadeira identidade cristã, com um diálogo autêntico frente à sensibilidade do outro.

Para o 47º Dia Mundial das Comunicações Sociais, o qual será celebrado em 2013, o Papa nos propõe como reflexão: “Redes Sociais: portais de verdade e de fé; novos espaços para a evangelização”. As redes sociais são um dos maiores desafios da evangelização nos dias de hoje. O ambiente digital emerge como “uma grande nação” sedenta do Evangelho – Palavra que é Vida, Caminho, Verdade e Luz. O homem moderno busca nas redes sociais relacionar de forma efetiva com o outrem e a Igreja deve estar atenta a este anseio e também deve aproveitar e utilizar deste “novo areópago” para propagar e cristalizar a fé.

O grande aumento de pessoas no Facebook propicia um espaço privilegiado pra a Igreja apresentar a verdadeira face do Cristo, que é presença de amor, esperança e bondade para os homens. Portanto, não podemos desmerecer as redes sociais e outros meios de comunicação. Sabemos que onde está o ser humano, Deus aí deve estar. Ir ao encontro do outro, com uma evangelização de diálogo e interatividade é permitir que o próprio Cristo aconteça na vida dos homens.

 

*Professor, poeta, contista, cronista e agente da PASCOM (Pastoral da Comunicação) da Paróquia Nossa Senhora de Fátima – Pouso Alegre.

Igreja celebra Dia Nacional do Leigo no próximo domingo

A Igreja Católica celebra no próximo domingo, 25, dia da Solenidade de Cristo Rei, o dia do Leigo. Uma vocação desfiante, pois deve ser no mundo testemunhas do amor, da misericórdia e da Palavra de Deus.

Os leigos e leigas ocupam importantes ministérios na vida da Igreja e assumem sua vocação particular de constituir família e atuar profissionalmente com ética, dedicação e diferencial positivo no sentido de ser uma pessoa diferente no meio de tantas.

E para celebrar esta data, o presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato, Dom Severino Clasen, emitiu uma mensagem para celebrar e agradecer todos aqueles que assumiram a missão dentro da vocação laica.

“Que todos os leigos e leigas possam se sentir amados, protegidos, fortalecidos nesse processo de santificação.  Que Deus abençoe a todos e que vocês sejam uma presença positiva, fazendo um mundo mais cristão, mais fraterno, mais justo e mais nobre”, afirmou.

Veja o vídeo clicando aqui

 

Papa preside Consistório neste sábado

O Vaticano divulgou o esquema de celebração, em latim, do Consistório para a criação de seis cardeais neste sábado, 24; esse será o quinto Consistório no Pontificado de Bento XVI. O rito de entrega do barrete e do anel vai ocorrer na Basílica de São Pedro, a partir das 11h, refere o Departamento das Celebrações Litúrgicas do Sumo Pontífice.

Os novos cardeais são o patriarca libanês Béchara Boutros Raï, de 72 anos; o estadunidense Dom James Michael Harvey, de 63 anos, até agora Prefeito da Casa Pontifícia; Dom John Olorunfemi Onaiyekan, de 68 anos, Arcebispo de Abuja (Nigéria); Dom Rubén Salazar Gómez, com 70 anos, Arcebispo de Bogotá (Colômbia); Dom Luis Antonio Tagle, de 55 anos, Arcebispo de Manila (Filipinas); e o Arcebispo indiano Dom Baselios Cleemis Thottunkal, de 53 anos, que se vai tornar o mais jovem membro do colégio cardinalício.

Após a proclamação das leituras e da alocução do Papa, Bento XVI vai ler a fórmula de criação e

Dom Raymundo Damasceno ao receber o barrete das mãos de Bento XVI, em novembro de 2010

proclamará solenemente os nomes dos seis cardeais, para os unir com “um vínculo mais estreito à Sé de Pedro”. Depois terá lugar a profissão de fé e o juramento dos novos cardeais, de fidelidade e obediência ao Papa e seus sucessores, “agora e para sempre”. Cada um ajoelha-se, para receber o barrete cardinalício, que Bento XVI impõe “como sinal da dignidade do cardinalato”, significando que todos devem estar prontos a comportar-se “com fortaleza, até à efusão do sangue”.

O Papa oferece ainda um anel aos novos cardeais para que se “reforce o amor pela Igreja”, seguindo-se a atribuição a cada cardeal uma igreja de Roma (título ou diaconia) – que simboliza a “participação na solicitude pastoral do Papa” na cidade -, bem como a entrega da bula de criação cardinalícia, momento selado por um abraço de paz. Ainda no sábado, vão ter lugar as visitas de cortesia aos novos cardeais, no Vaticano.

No domingo, solenidade litúrgica de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo, o Papa vai presidir à missa com os novos cardeais, a partir das 09h30, na Basílica de São Pedro. A Rádio Vaticano transmite as duas cerimônia ao vivo, com comentários em português.

 

Com informações de Rádio Vaticano

Artigo: Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo

+ Dom Tomé Ferreira da Silva
Bispo Diocesano de São José do Rio Preto.

O final do ano se aproxima: fim das aulas, perspectiva de férias, hora de avaliar e elaborar  metas para o ano vindouro. Pressentimos as cores, sons, sabores e odores do Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo. Vamos iniciar um tempo singular  que possui uma “magia” envolvente.

No domingo, 25 de novembro, celebrando a Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo, vivendo a última semana do tempo comum,  fechamos um ciclo na vida litúrgica da Igreja. Em dois de dezembro, domingo, iniciaremos o tempo do Advento.

“Eis que vem teu rei ao teu encontro, ele é justo, ele salva”(Zc 9, 9).

Jesus Cristo é Rei! Na casa de Pilatos Ele manifesta a sua realeza:

“Pilatos tornou a entrar no palácio, chamou Jesus e perguntou:

_ Você é o rei dos judeus?

Jesus respondeu:

_ Esta pergunta é do Senhor mesmo ou foram outras pessoas que lhe disseram isso a meu respeito?

_ Por acaso eu sou judeu? _ Disse Pilatos. _ A sua própria gente e os chefes dos sacerdotes é que o entregaram a mim. O que foi que você fez?

Jesus respondeu:

_ O meu Reino não é deste mundo! Se o meu Reino fosse deste mundo, os meus seguidores lutariam para não deixar que eu fosse entregue aos líderes judeus. Mas o fato é que o meu Reino não é deste mundo!

_ Então você é rei? _ Perguntou Pilatos.

_ É o senhor que está dizendo que eu sou rei! _ respondeu Jesus. _ Foi para falar da verdade que eu nasci e vim ao mundo. Quem está do lado da verdade ouve a minha voz.

_ O que é a verdade? _ Perguntou Pilatos”(Jo 18, 33-38).

Jesus Cristo é Justo!

Dizer que Jesus Cristo é justo é afirmar que Ele é santo. A santidade, ou a justiça, é um atributo de Deus, Ele é “santo, santo, santo”, como rezamos na missa, para mostrar que é santíssimo.

Jesus Cristo é o Salvador!

Porque é santo, justo, Nosso Senhor Jesus Cristo é fonte da santidade para a pessoa humana. N’Ele a pessoa humana é justificada, santificada.

À medida que acolhe a salvação de Jesus Cristo em sua vida, a pessoa humana o aceita como seu rei. Reinando na vida de seus amigos, Ele faz com que as características de seu reino sejam também impressas no mundo e na história.

Nosso Senhor Jesus Cristo, rei do universo, justo e salvador, nos oferece a santidade de Deus e nos faz participantes da vida divina. Por nosso intermédio, o mistério do seu reino transforma a realidade histórica e mundana, num processo conduzido pelo Divino Espírito Santo.

Celebrar anualmente a realeza de Jesus Cristo é ter a alegria e o privilégio de poder contribuir com nossa vida, palavra e ações para que o seu reinado em nós, e entre nós, revele de algum modo a beleza do seu reino, que será pleno na eternidade, referência para nossa presença transformadora no mundo e na história, hoje tão marcados pela falta de amor, justiça e paz.

Deixe Nosso Senhor Jesus Cristo reinar em sua vida!

Javé Nissi é eregida como Comunidade de Direito Diocesano

Na manhã desta quinta-feira, dia 22 de novembro, Dom Ricardo Pedro assinou o decreto que reconhece a comunidade JAVÉ NISSI – Renovação Carismática Católica da Arquidiocese, uma Comunidade de Direito Diocesano.

Esse é um passo importante para o enquadramento canônico dessa comunidade dentro da Arquidiocese de Pouso Alegre.

Segundo o decreto “os novos movimentos eclesiais e as novas comunidades são um dom do Espírito Santo para a Igreja. Neles, os fiéis encontram a possibilidade de se formar cristãmente, crescer e comprometer-se apostolicamente até ser verdadeiros discípulos missionários. Assim exercitam o direito natural e batismal de livre associação, como indicou o Concílio Vaticano II e confirma o Direito Canônico; que as novas comunidades constituem valiosa contribuição na realização da Igreja Particular”.

Confira o decreto na integra aqui!

Pe. Benedito Francisco Lopes assume a paróquia de Piranguinho

O padre Benedito Francisco Lopes (ou padre Dito Chico) assumiu na última segunda-feira, 19, os trabalhos como pároco na paróquia Santa Isabel, em Piranguinho.

A Eucaristia foi presidida pelo Vigário Geral da Arquidiocese de Pouso Alegre, Monsenhor Vonilton Augusto Ferreira, e concelebrada por outros padres do clero diocesano.

Dezenas de fieis se fizeram presentes para receber o novo pároco e juntos elevar suas preces à Deus.

 

Literatura: “A Infância de Jesus”, um livro para ser rezado

Foi apresentado nesta terça-feira o esperado terceiro volume da trilogia de Bento XVI sobre “Jesus de Nazaré”. A obra aborda a infância de Jesus e na iminência do Natal, vai ajudar a “repensar o Mistério”. É o que pensa o presidente do Pontifício Conselho para a Cultura, Cardeal Gianfranco Ravasi, um dos responsáveis pela apresentação mundial da obra.

O volume foi apresentado à imprensa em nove línguas, incluindo português para o Brasil, e sai simultaneamente em 50 países, com uma tiragem inicial de um milhão de cópias. Nos próximos meses, será traduzido em 20 línguas e publicado em 72 países.

Na coletiva, nosso país esteve presente com a professora de teologia na PUC do Rio de Janeiro, Maria Clara Bingemer.

“Faço uma reflexão muito simples, como leitora, ressaltando em primeiro lugar o estilo do livro, que une rigor intelectual, profundidade e erudição com uma espiritualidade, afetividade espiritual muito grandes. Isto é fundamental. O livro é mais para ser rezado, meditado, do que estudado… Embora possa ser estudado também, pois o Papa fornece uma vasta bibliografia, cita fontes, e tudo. Creio que este tom de espiritualidade é fundamental para servir como preparação para o Natal também”.

“Depois, me parece que ele faz reflexões muito importantes sobre a liberdade humana, quando comenta sobre a pessoa de Maria, como Deus se encarna, pedindo consentimento, a liberdade humana, o respeito pela sua criatura… isto é muito bonito. Ele ressalta também a fé das pessoas, quer dizer, a fé de Maria, de José… é muito bonita a reflexão sobre José que se vê diante daquela situação, em que sua noiva está grávida e não é dele. Ele acredita que o que está acontecendo com ela é do Espírito Santo, recebe o menino, lhe dá nome e tudo. É linda esta parte. Depois, vai mostrando como na encarnação do Verbo o processo de crescimento acontece, quer dizer, não é porque Jesus é Deus e filho de Deus que está tudo prontinho… ele vai crescendo, e o Papa diz isso. É muito bonito quando comenta todo o episódio do templo, aos 12 anos; ele vai crescendo em graça, em sabedoria, em estatura, e tudo….”.

Para o Cardeal Ravasi, “o livro tem um significado especial para os católicos por causa do tema da encarnação, mas também é válido para todos, já que toca temas como as crianças, a maternidade, a paternidade, o massacre dos inocentes, a fuga do Egito”… “São episódios que enfrentam “temas dramáticos”, que não interessam apenas aos católicos – disse.

O primeiro volume de ‘Jesus de Nazaré’ foi publicado em 2007 e era dedicado ao início da vida pública de Cristo (desde o batismo à transfiguração). A segunda parte foi apresentada em março de 2011, e tratava os momentos que precederam a morte de Jesus e a sua ressurreição. Bento XVI começou a escrever a obra no verão de 2003, antes de sua eleição como Papa.

O livro, de 176 páginas, tem um prólogo do Papa e se divide em quatro capítulos e um epílogo. “Espero que o pequeno livro, não obstante os seus limites, possa ajudar muitas pessoas no seu caminho rumo a e com Jesus” – sublinha Bento XVI.

 

Com informações da Rádio Vaticano