Paróquia Santo Antônio inicia trezena

Festa de Santo Antônio 2016 okAs comemorações do dia de Santo Antônio começam nesta terça-feira (31) na Paróquia de Santo Antônio, em Pouso Alegre. A trezena vai até 12 de junho e nesse período também será realizada a parte festiva da comemoração. O tema da programação é “Santo Antônio, anunciador da misericórdia divina“. Entre 1º e 12 de junho a recitação da trezena será todos os dias, às 15h e 18h30, com missas às 19h.

Nesta terça-feira tem abertura das festividades com carreata com a imagem de Santo Antônio às 18h da Igreja Nossa Senhora Aparecida e São Francisco de Assis em direção à paróquia. A recitação da trezena será às 18h30, seguida da acolhida da imagem do padroeiro e missa às 19h presidida pelo Arcebispo, D. José Luiz Majella Delgado, CSsR. O tema de reflexão será “Maria, mãe da Divina misericórdia”.

A partir do segundo dia de programação (1º de junho) alguns itens serão arrecadados no gesto concreto. Todos os dias há um tema de reflexão que remete à misericórdia, tema geral da trezena. Aos domingos as missas serão às 9h, 15h30 e 19h. O dia do encerramento da trezena tem como tema “A missão do cristão é ser misericordioso” e serão arrecadados calçados e roupas. O Pe. Fábio de Souza de Leão, de Pouso Alegre, vai presidir a celebração que conta com a participação das pastorais sociais (de rua e carcerária) e do Projeto Social Santo Antônio (PROSSAN).

No dia 13, dia da festa de Santo Antônio, a programação inclui missas às 9h com benção dos comerciantes, às 15h com benção de objetos. A paróquia vai realizar procissão luminosa coma a imagem de Santo Antônio e de todos os padroeiros das comunidades, às 18h. A missa solene em louvor ao padroeiro será às 19h, com o tema “Santo Antônio, anunciador da misericórdia divina” e presidida por Côn. Wilson Mário de Morais.

A programação festiva oferece praça de alimentação todos os dias e bingo após as missas das 19h dos dias 3 a 5 e junho e de 10 a 13 de junho.  Uma ação entre amigos oferece quatro prêmios com os bilhetes a venda por R$ 4 cada. O sorteio será após a missa das 19h do dia 13 de maio. A paróquia é na rua Alberto Paciulli, 25, no bairro de Santo Antônio.

(Texto: Nayara Andery)

Igreja celebra dia de oração pela santificação do clero

CleroNa próxima sexta-feira, dia 03 de junho, na celebração da Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, a Igreja também o dia de oração pela santificação do clero. O coordenador eleito da Pastoral Presbiteral da Arquidiocese de Pouso Alegre, padre Fabiano José Pereira, pede que as comunidades sejam motivadas para esse dia.

“Entre nós, presbíteros, oremos uns pelos outros! Desejamos crescer cada vez mais na mística da vocação à qual fomos chamados e no amor fraterno. Pedimos que em nossas comunidades paroquiais aconteça algum tipo de celebração, como Adoração ao Santíssimo, oração do Santo terço, e a celebração da Eucaristia durante a noite) com a mesma finalidade de rezar pelo clero, confiando nossos padres ao Sagrado Coração Jesus”, escreveu.

Para isso, a Pastoral Presbiteral está disponibilizando alguns subsídios, como: “Carta aos Presbíteros do Brasil” de Dom Jaime Spengler (presidente da comissão episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada); Hora Santa Vocacional pelo Dia de Oração pela Santificação do Clero; Oração do Terço pela Santificação do Clero.

Carta aos presbíteros

Caro irmão presbítero,
Estamos nos aproximando do domingo no qual celebramos o Dia do Padre. É o domingo em que todas as comunidades são convidadas a rezar mais intensamente pelos seus padres!

Nós somos homens do Evangelho! Homens chamados pelo Senhor para anunciar a todos a Boa-Nova da salvação, através do anúncio, da celebração dos mistérios e do testemunho pessoal de vida. Isso é evangelizar! Isso é evangelização! Neste sentido vale recordar o que diz o Papa Francisco sobre a obra da evangelização: “a evangelização supõe sair de si mesmo; supõe a dimensão do transcendente, da adoração de Deus, da contemplação, sempre associada ao movimento de ir ao encontro das pessoas, da gente. Sair, sair de! Para mim é este o núcleo da evangelização. Sair significa tornar-se próximo, de todos! Saída e proximidade. Proximidade cordial, de amor, concreta, física, estar com”.

Em recordando todos os padres de nosso imenso Brasil, manifestamos reconhecimento e gratidão. ReconhecimentoCleroII por todo bem realizado nas diversas Igrejas Particulares, em comunhão com os respectivos Bispos. Gratidão pela vida de cada um feita entrega, serviço, dom de amor! Quantos padres dispostos, alegres, despojados! Quantos padres prontos para curar as feridas de pessoas marcadas por dificuldades de todo tipo: materiais, psíquicas, espirituais e por situações escandalosas dentro e fora da Igreja!

Padre, tu foste amado e escolhido pelo Senhor! Ele manifestou ternura para contigo. Essa ternura tu compartilhas com o teu povo. Ternura essa que se expressa em pensamentos, palavras e ações, pois és participante da missão de Cristo, Cabeça e Pastor. Ele é fiel!

Caro irmão, no exercício da ternura e da misericórdia em favor do povo sentes cansaço, pois as solicitações são tantas! O povo não nos deixa sem trabalho! E o trabalho é para nós serviço gratuito. É serviço gratuito que exige forças, dedicação, energias, saúde, disposição, inteligência, amor! Isso cansa! No entanto é ‘um cansaço bom, cheio de frutos e de alegria’ (Papa Francisco). Isso porque o que te impulsiona – o que nos impulsiona – a evangelizar ‘é o amor de Jesus; o amor de Jesus que recebemos; é a experiência de sermos salvos por Ele, que nos incentiva e encoraja a amar sempre mais’.

Caro irmão padre, sabemos do muito que nossos coirmãos fazem nas diversas realidades que marcam a vida de nosso povo. A messe é grande, os desafios enormes! Sabemos da necessidade de ‘trabalhadores para a vinha do Senhor’. Por isso, vamos juntos nesse Dia do Padre ainda mais intensamente pedir ao Senhor da vinha que suscite no coração de muitos jovens, o desejo de abraçar o ministério ordenado!

Que juntos possamos adquirir sempre mais o ‘cheiro da ovelha’ e o ‘sorriso de padre’! Que nos conscientizemos sempre mais de nossa condição frágil sem deixar de buscar intensamente, com todas as forças, corresponder ao amor do Senhor.

Padre, que o bom Deus te abençoe, inspire e ilumine, a ti que te empenhas na obra da evangelização nestas Terras de Santa Cruz!

Em Cristo,

Dom Jaime Spengler
Arcebispo de Porto Alegre e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada

Faculdade Católica inicia II Semana Teológica

SemanaTeologia2016Com o tema “O nome de Deus é misericórdia”, a Faculdade Católica de Pouso Alegre iniciou nesta segunda-feira, 30, a II Semana Teológica, uma organização da direção do Curso de Teologia e representação Estudantil. O evento vai até o dia 03 de junho,s sempre das 08h às 11h30.

Confira a programação:

30/05: Palestra – “A misericórdia no magistério do Papa Francisco”
Dom Pedro Cunha Cruz
Doutor em Filosofia e bispo diocesano da Campanha

31/05: Mesa-redonda – “A misericórdia na teologia e na filosofia contemporâneas”
Prof. Dr. Pe. Adriano São João
Prof. Me. Pe. Élton Cândido Ribeiro

01/06: Cinedebate com o Prof. Me. Pe. Jean Poul Hansen

02/06: Mesa-redonda – “A misericórdia no Evangelho de Lucas”
Prof. Me. Pe. José Luiz Gonzaga do Prado
Prof. Esp. Pe. Adílson Rocha

3/06: Palestra – “A relação entre misericórdia e justiça  na Doutrina Social da Igreja”
Prof. Dr. Pe. Luiz Gonzaga Scudeler

D. Majella realiza visita pastoral em Turvolândia

 

IMG_5941

O Arcebispo Metropolitano de Pouso Alegre, Dom José Luiz Majella Delgado – C.Ss.R  está em visita pastoral na Paróquia Nossa Senhora da Piedade, em Turvolândia. A acolhida ao Arcebispo foi no dia 27 de maio.IMG_5835

Até o dia 30 de maio, o arcebispo estará percorrendo as diversas comunidades da paróquia que tem como pároco o Pe. João Vianey.  D. Majella está tendo oportunidade de conversar com os representantes e coordenadores das pastorais, movimentos e toda a comunidade.

A comunidade rural de Ponte Alta já pode vivenciar esse momento com o arcebispo. Na ocasião houve a celebração e em seguida uma confraternização (fotos).

Côn. Vonilton é homenageado em seu 1º ano na Catedral

IMG-20160524-WA0005O pároco da Catedral Metropolitana de Pouso Alegre, Cônego Vonilton Augusto Ferreira, presidiu no dia 24 de maio a celebração da Santa Missa de ação de graças pelo seu primeiro ano a frente da Paróquia do Bom Jesus. A celebração foi às 12h15min e muitos fiéis estavam presentes.

Em um ano de paroquiato Côn. Vonilton Augusto vem desenvolvendo diversas IMG-20160524-WA0003ações pastorais e festivas junto a Catedral, sempre com o apoio do vigário paroquial, Pe. José Cândido de Andrade e do Pe. Mário Navarro.

Ao final da celebração eucarística, Cônego Vonilton Augusto recebeu uma homenagem que foi lida pelo jornalista Lucas Silveira, que atua na Comunicação da Catedral e nas pastorais de Catequese para Noivos e Ministério Extraordinário da Comunhão Eucarística (MECE).

Informações: Lucas Silveira
Fotos: Giovana Daniela

Câmara de Pouso Alegre homenageia Facapa

Facapa receb homenagem na Câmara 3A Câmara Municipal de Pouso Alegre realizou em 23 de maio a Sessão Especial em Comemoração aos 10 anos da Faculdade Católica de Pouso Alegre (Facapa). A homenagem foi de autoria do vereador Wilson Tadeu Lopes.

O diretor da Facapa, Pe. Daniel Santini, discursou no plenário da Câmara em agradecimento a homenagem. Durante o evento, padres e funcionários que colaboram e já trabalharam na Facapa foram agraciados com uma Placa de Honra ao Mérito.

Facapa

A Faculdade Católica de Pouso Alegre (Facapa) foi criada pelo arcebispo D. João Bergese, em 2006. Três anos antes, em 3 de setembro de 2003, foi criada a Fundação Educacional Dom José D’Ângelo Neto (Fejan), mantenedora da Facapa, com o objetivo institucional de estruturar os cursos que viriam a ser futuramente autorizados pelo Ministério da Educação (MEC).

Facapa receb homenagem na Câmara 2A Faculdade Católica de Pouso Alegre foi criada a partir do curso livre de Filosofia do Seminário Arquidiocesano de Pouso Alegre e do curso livre de Teologia do Instituto Teológico Interdiocesano São José.Camara homenageia Facapa

A instituição é um estabelecimento isolado particular de ensino superior, de natureza confessional católica, que tem como missão “Promover o desenvolvimento do ser humano que a ela se confia, ajudando-o a fazer de si mesmo o verdadeiro cristão-cidadão, respeitoso de sua dignidade de pessoa, consciente de sua vocação e de seu projeto histórico na relação pluridimensional consigo mesmo, com os outros, com a natureza e com Deus, promotor da paz e da justiça, a serviço do bem-comum”.

Fotos: Câmara Municipal de Pouso Alegre

Solenidade de Corpus Christi é celebrada na Arquidiocese

Corpus Christi 2015 Catedral (5)

A solenidade de Corpus Christi será celebrada na Arquidiocese de Pouso Alegre e em todo o mundo, no próximo dia 26 de maio. A expressão originária do latim significa o Corpo de Cristo. É a festa solene em memória à Quinta-feira Santa, quando Jesus fez a última ceia com os apóstolos e instituiu a Eucaristia. Entre os significados podemos destacar a entrega de Jesus Cristo integralmente que se torna alimento da fé e da Igreja. Em Pouso Alegre, o Corpus Christi será marcado no coração das pessoas com missas, procissões que lembram a caminhada do povo de Deus e a adoração ao Santíssimo Sacramento.

O Arcebispo Dom José Luiz Majella Delgado, CSsR, vai celebrar a missa solene de Corpus Christi na Catedral Metropolitana, às 15h, juntamente com o pároco Cônego Vonilton Augusto Ferreira e o Pe. José Cândido de Andrade (Candinho) e o Pe. Mário Navarro. A procissão sai em seguida à missa, pelas ruas do centro de Pouso Alegre, em direção ao Santuário do Imaculado Coração de Maria. No Santuário será feita a adoração ao Santíssimo Sacramento.

A procissão em todo o mundo é preparada antes da passagem do Santíssimo e dos cristãos, com tapetes decorados com desenhos referentes ao Corpus Christi. Os desenhos são feitos com diversos materiais em pó de café, serragem, cal, tinta e fitas. Em 2016, cobertores que foram doados pela população na missa dos trabalhadores, em 1º de maio, na Paróquia de São José Operário serão colocados ao longo do trajeto. A Catedral está aberta para doações que podem ser feitas na secretaria da igreja, das 9h às 17h, até esta quarta-feira (25). Todo o material arrecadado será doado para a Pastoral de Rua que realiza a entrega às pessoas em situação de rua.

Texto: Nayara Andery

Foto: Adaysa Fernandes

D. Majella participa da posse canônica de D. Darci Nicioli

Posse D Darci
Aconteceu no domingo, 22 de maio, solenidade da Santíssima Trindade e dia de Santa Rita de Cássia, a posse canônica do arcebispo de Diamantina/MG, D. Darci José Nicioli.

A posse canônica foi presidida pelo núncio apostólico no Brasil, Dom Giovanni d’Aniello. Também estava presente o Cardeal de Aparecida/SP, Dom Raymundo Damasceno Assis. O Arcebispo Metropolitano de Pouso Alegre, Dom José Luiz Majella Delgado – C.Ss.R, e muitos outros bispos do Brasil também estavam presentes à celebração de posse, que contou ainda com a presença de todo o clero daquela arquidiocese e de centenas de fiéis da igreja particular de Diamantina/MG.Posse D Darci 3

A posse canônica aconteceu na Catedral Metropolitana e a missa campal foi concelebrada em frente a Igreja, devido ao grande número de fiéis. Além de D. Majella, o ecônomo da Arquidiocese de Pouso Alegre, Pe. Omar Aparecido Siqueira, e o coordenador da Pascom diácono Andrey Nicioli também participaram da cerimônia de posse canônica de D. Darci.

Dom Darci José Nicioli (redentorista) é natural da cidade de Jacutinga, da Arquidiocesede Pouso Alegre, e foi nomeado Arcebispo de Diamantina, Minas Gerais, no último dia 9 de março, sucedendo no cargo Dom João Bosco Óliver de Faria, que completou 75 anos. Dom Darci Nicioli assumiu como bispo auxiliar de Aparecida em 2013, depois de sua ordenação em 3 de fevereiro do mesmo ano. Atualmente, é também o presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação.

Dom Darci teve grande contribuição no Santuário Nacional de Aparecida/SP, participando da construção do Centro do Romeiro, a idealização da Campanha dos Devotos, a criação da TV Aparecida e Portal A12, dentre tantos outros trabalhos desenvolvidos junto aos missionários redentoristas nos 20 anos de serviço em Aparecida.
Posse D Darci 4

Fotos: Arquidiocese de Diamantina/MG

Exposição sobre D. Octávio chega à Faculdade de Medicina

FaculdadeMedicina4Dando continuidade às festividades de posse de Dom Octávio como Bispo da Arquidiocese de Pouso Alegre, a exposição itinerante de fotos chegou nesta segunda-feira, 23, à Faculdade de Medicina de Pouso Alegre.

A celebração do centenário foi um pedido do Arcebispo Metropolitano, Dom Luiz Majella Delgado, C.Ss.R., que quer intensificar a importância da atuação pastoral de Dom Octávio para a arquidiocese, e paralelamente, relembrar a benéfica atuação do bispo nos seus 43 anos de trabalho junto à comunidade pouso-alegrense.
Dentre as fotos, estão alguns momentos da vida de Dom Octávio, assim como do jubileu de ordenação presbiteral celebrado em Pouso Alegre, na Catedral Metropolitana.
A exposição foi organizada pela equipe do curso de História da Univás, através de um trabalho desenvolvido pelo Laboratório de História Oral, coordenado pelo professor Cleyton Antônio da Costa. A coordenadora do curso, professora Marilda Laraia, conta como foi estruturada a exposição. “Com a intermediação do Pró-Reitor de Extensão e Assuntos Comunitários, professor Antônio Homero Rocha de Toledo, recebemos o honroso convite da Arquidiocese de Pouso Alegre para participar da organização desta exposição. Reunimos as fotografias e montamos as legendas através da técnica de História Oral, seguindo a ordem cronológica os fatos marcantes da vida de Dom Octávio. Foi um trabalho muito gratificante, pois mostramos o nosso trabalho e prestamos nosso apoio à comunidade”, explicou ela.

Seminário Arquidiocesano celebra dia de sua Padroeira

aniversário230516_6Foi celebrada nesta segunda-feira, dia 23, a celebração em louvor à Nossa Senhora Auxiliadora, padroeira do Seminário Arquidiocesano, que em 2016 completa 117 anos. Diversos padres do clero concelebraram a Eucaristia, a qual foi presidida pelo Vigário Geral, Cônego Wilson Mário de Morais. O Arcebispo, Dom José Luiz Majella Delgado – C.Ss.R. estava fora da Arquidiocese.

Nesta mesma celebração, os seminaristas Adilson Antônio Firmino e Carlos Cezar foram admitidos ao ministério de acólito. Após a celebração foi realizada um almoço festivo, com os padres e seminaristas encerrando a festa de Nossa Senhora Auxiliadora.

Sobre o Ministério de Acólito
A Igreja  diz que este “é instituído para ajudar o Diácono e para servir ao Sacerdote. É sua tarefa, portanto: cuidar do serviço do altar; auxiliar o Diácono e o Sacerdote nos atos litúrgicos, sobretudo na celebração da Santa Missa; distribuir, como ministro extraordinário da Sagrada Comunhão”, entre outros serviços. A eles, o seminário deseja perseverança na caminhada vocacional e que possam, cada vez mais, configurarem-se a Cristo, o Bom Pastor.

O Seminário e sua história
O Seminário Diocesano Nossa Senhora Auxiliadora teve sua fundação em 8 de setembro de 1899. Desde então, atéaniversário230516_9 1927, funcionou em vários prédios da cidade e, por fim, na ala esquerda do Colégio São José. A partir de Dom Nery, bispo de Pouso Alegre, o Seminário Diocesano e o Colégio tinham um mesmo reitor, embora fossem independentes um do outro.

Na década de 1920, Dom Octávio Chagas de Miranda, bispo naquela época, decidiu construir uma sede própria para o Seminário, cuja pedra fundamental foi lançada em 29 de dezembro de 1925. Assim, a 8 de maio de 1927, com a presença dos Bispos da Província Eclesiástica de Mariana, à qual pertencia Pouso Alegre, foi solenemente inaugurado o novo edifício que abrigaria o Seminário. Tal edifício é o atual prédio do Colégio Estadual, localizado no centro da Cidade.

Em 1934, por mandato da Santa Sé, foram extintos os cursos de Filosofia e Teologia existentes no Seminário. A partir de então os seminaristas passaram a realizar seus estudos em vista do sacerdócio na cidade de Mariana-MG. Este programa perdurou até o final da década de 1970. Em 1947 o Seminário sofreu ampliação, a pedido do Visitador Apostólico Dom Manuel Pedro da Cunha Cintra. Por ocasião do cinquentenário da fundação desta casa de formação religiosa, no ano de 1949, foram realizados grandes festejos, conforme noticiou o jornal “O Levita”, veículo de comunicação fundado há mais de cem anos para comunicar os acontecimentos internos da vida do Seminário e divulgá-los aos padres da Arquidiocese, bem como aos benfeitores do Seminário.

Em 1960 Dom José D’Ângelo Neto, após tomar posse da diocese, percebeu logo a necessidade de construir um novo Seminário, já sonhado por Dom Oscar de Oliveira, Administrador Apostólico da diocese, após o falecimento de Dom Octávio, em 1959. Dom José D’Ângelo mobilizou toda Diocese para construir o novo prédio do Seminário. Não foi fácil, pois na década pós Concílio Vaticano II, os Seminário brasileiros passaram por grandes provações devido à escassez de vocações, em parte ocasionada por uma má compreensão do Concílio.

Mesmo com os ventos contrários Dom José D’Ângelo conduziu a nova construção. Teve a seu lado o Cônego Foch Morais Teixeira, falecido em 1996, que assumiu a liderança dos trabalhos, já que Dom José passava seis meses de cada ano em Roma participando do Concílio Vaticano II. A igreja particular de Pouso Alegre, elevada à categoria de Arquidiocese em 1963, construiu seu novo seminário em terreno um pouco afastado do centro da cidade, numa região rural, hoje totalmente tomada por casas e comércio, no bairro São Carlos.

A inauguração da nova construção foi em junho de 1968. A partir de então os seminaristas foram transferidos para a nova casa, a fim de serem conduzidos pelo saudoso Mons. Benedito Marcílio Magalhães, já falecido. Quando, em 1991, Dom João Bergese fora nomeado arcebispo de Pouso Alegre, num de seus primeiros atos desejou promover uma reforma geral do prédio do Seminário para melhorar as instalações e adaptá-las para abrigar o futuro Instituto Teológico São José. Essa reforma teve início em 1992 e só foi concluída em 1995 no reitorato do Cônego Mauro Morais.

O Instituto Teológico, sob o patrocínio de São José, fora inaugurado por Dom Alfio Rapsarda a 21 de março de 1996.Esta data marcou a história da Arquidiocese, pois no dia da Inauguração faleceu Dom João Bergese, horas após ter visitado o tão sonhado Instituto. A glória do Seminário são os ex-alunos, os sacerdotes e os leigos que pela vida afora o dignificam pelo que são e pelo que realizam. Muitos já receberam sólida formação cristã nesta casa de Deus que há mais de um século forma homens de Deus a serviço do Evangelho.